Sobre o projeto

_tsuru

Tsuru no mundo consiste em conhecer historias e contá-las através das fotos de nossos origamis.

Nossa filosofia

Acreditamos nas pessoas, seus ideais e suas ações. Achamos que as pequenas coisas são importantes e que até a mais simples tem potencial poético, artistico e social.

Tentamos ver a vida através desses olhos e compartilhar essa visão.

Nosso Objetivo

Compartilhar experiencias e criar um relato coletivo ao redor do mundo, as historias das pessoas e os lugares. Conhecer nossas diferenças e o que nos faz iguais. Unir nossas vozes num pedido de paz global.

Nosso jeito de realizá-lo

Viajamos até os lugares, exploramos eles e conversamos com pessoas envolvidas enquanto fazemos um tsuru em origami. Logo o fotografamos e compartilhamos nas redes sociais acompanhada de um pequeno texto sobre a experiencia.

Técnicamente…

Cada tsuru é representado com uma única foto correspondendo com um número correlativo. A foto é cortada num formato 1:1 e leva escrito nela a hashtag do projeto #TsuruNoMundo, o número da foto, a cidade o estado e o pais onde foi tirada.

Cada foto deve conter pelo menos um tsuru feito por um dos integrantes do projeto ou uma terceira pessoa envolvida diretamente na historia em presença  e/ou colaboração com os integrantes.

Quem somos?


Nossas referencias e inspirações

Projeto Num Pulo

http://www.numpulo.com.br/

“O Num Pulo é um projeto para descobrir e explorar beleza em cidades do Brasil e do mundo através de vídeos muito simples e bonitos.”

Proyecto Calco (projeto adesivo)

10491127_10152773343457513_1017509615344034822_n

http://www.facebook.com/ProyectoCalco

“Nós damos mensagens positivas para reproduzir o bem-estar das pessoas.”

1000 origami cranes for 1000 strangers (100 tsurus para 1000 estranhos)

http://www.magicaldaydream.com/

“Dobrei 1000 tsurus em origami e as dei de presente a desconhecidos aleatorios tentando fazer os seus dias mais bonito”

A viagem do gnomo em Le fabuleux destin d’Amélie Poulain
Amelie-0833

Se assistiram o filme irão saber do que falamos, senão, assistam ele quanto antes (e não continuem a ler o que vem depois). Após a morte da mãe d’Amélie o pai dela começa a se dedicar unicamente ao seu jardim e nele cria um mausoléu onde coloca as cinzas e, junto, um anão de jardim. Tempo depois o anão some e o pai d’Amélie começa a receber fotos dele em diferentes pontos do planeta.